Notícias

Rua Santo Antônio, s/n - Itatiaia
Ouro Branco / MG - CEP: 36420-000

contato@osbemtevis.org.br
           

Acervo de Imagin醨ias da Igreja Matriz de Santo Ant鬾io, em Itatiaia/MG tamb閙 passa por restauro.



O empenho da Associação Sócio Cultura Os Bem-Te-Vis pela Matriz de Santo Antônio, em Itatiaia (Ouro Branco/MG) é tão amplo que se desdobrou em vários projetos, envolvendo a reforma do piso e do telhado, a instalação de rede de câmeras de segurança e, principalmente, o restauro dos bens integrados da igreja. O levantamento realizado por Gilson Ribeiro possibilitou que o projeto de restauro das imaginárias contemplasse o máximo de peças possível, a fim de restaurar e preservar o patrimônio local. “Acredito que muita coisa se perdeu, talvez por falta de conhecimento e, principalmente, devido ao roubo que causou grande perda e tristeza para a comunidade”, enfatiza o restaurador. A perda das peça deixou sérias marcas no coração dos moradores de Itatiaia, que hoje aguardam com ansiedade pelo término das obras de restauro. “Era, possivelmente, a única oportunidade da comunidade realizar o sonho de um restauro completo. Assim, fizemos o levantamento de todas as peças, entre imagens, pratarias e paramentos diversos”, explica o restaurador.

A Matriz de Santo Antônio tem proporcionado muitas surpresas à equipe de restauradores e à comunidade de Itatiaia (Ouro Branco/MG). Uma delas foi a descoberta das pinturas originais nos retábulos laterais e colaterais e, também, no altar-mor. Outra foi, entre os objetos encontrados nos arcazes (móvel grandes com gavetões) da sacristia: um oratório esmoler. O objeto era utilizado pela comunidade com uma imagem do Menino Jesus para visitar as casas da localidade. Provavelmente, a função primeira do oratório era arrecadar donativos para a construção da capela primitiva. Ele abrigava a imagem do padroeiro Santo Antônio.

O acervo de imaginárias da Matriz de Santo Antônio em Itatiaia (Ouro Branco/MG) é bem representativo. Há peças de origem portuguesa, como a imagem de Santo Antônio, padroeiro da comunidade. Outras são de origem mineira, do fim dos séculos XVIII e XIX. O processo de degradação dos elementos artísticos da igreja, nos anos 1980, influenciou diretamente nas imaginárias. As peças não foram retiradas e ficaram expostas às intempéries, após a queda do telhado. A imagem de Santana, por exemplo, sofreu grandes perdas em sua policromia original.

Para Máxima Bernadete, presidente da Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis, o restauro das imaginárias é mais uma vitória da comunidade. “Estamos todos ansiosos para ver a Matriz pronta. Acompanhar o restauro tem mexido muito com a emoção de todos. Agora, com as imagens sendo restauradas aqui, o sentimento se intensifica, enquanto nós, da Associação, reforçamos as ações de educação patrimonial, para que nosso patrimônio se mantenha preservado”, reforça.

Formação da comunidade
Além das ações constantes de educação patrimonial, com palestras e oficinas para os moradores de Itatiaia, a Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis tem mais um motivo para se orgulhar. Duas moradoras da localidade passaram a fazer parte da equipe de restauro. Aryanne Félix e Josiane Perucci já tinham feito curso de pintura e tinha familiaridade com cores. Mais do que isso: mostraram-se muito interessadas em colaborar com a conservação da Matriz. Assim, além de recuperar seu principal bem, a comunidade mostra que está disposta a preservá-lo no futuro, para que o passado não se repita.
 
Matriz de Santo Antônio – Itatiaia
 A Matriz de Itatiaia foi construída na primeira metade do século XVIII por iniciativa das irmandades do Santíssimo Sacramento, Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e São Benedito. Apresenta duas etapas distintas de construção. A parte dos fundos do templo (capela-mor e corredores laterais) foi executada em estrutura de madeira com vedação de pau-a-pique e aparenta ser a primitiva capela original. A ela foram acrescidas, posteriormente, a atual nave, as torres e o frontão, em pedra. (Fonte: Iphan)

Durante os anos de 1982 a 1984, a matriz ficou exposta às intempéries climáticas, que acabaram por danificar os altares laterais e colaterais da nave e o forro, que foi perdido. O trabalho de restauro dos bens integrados da Matriz de Santo Antônio é realizado pela Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis, em parceria com o Banco  Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e com o apoio Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), do Ministério da Cultura (MinC) e do Governo Federal. O projeto prevê a recuperação do interior da construção, contemplando elementos artísticos como retábulos, púlpito, arco-cruzeiro, balaustrada da nave e pia batismal. Também estão contempladas a reforma do assoalho, a instalação de câmeras de segurança, a laminação do telhado e a restauração e conservação  do acervo de imaginárias.